2012.

Eu também espero, Mafalda!

É sempre a mesma coisa. Desde a hora da virada até o raiar do dia, todos festejam, fazem seus ritos/simpatias de réveillon e pensam sempre em várias resoluções, que prometem com força cumprirem ao longo do novo ano que chega. Só que comigo foi diferente.

Ontem, ao contrário de boa parte dos meus amigos que saiu para a badalação ou que foi viajar, resolvi ficar na minha, junto com meus pais e uma família de amigos nossos que veio de Angola por motivo de tratamento médico. Fizemos a ceia em um condomínio tranquilo na divisa de Barueri com Santana de Parnaíba, Grande SP. Mal se ouvia fogos e poucos eram os transeuntes que ali passavam. E as 2h da madrugada, eu já estava na cama.

Foi o melhor que eu poderia ter feito, sabe? Pude meditar, refletir sobre muitas coisas. E nossa, como 2011 foi um ano de extremos para mim… Foi um ano em que chorei e que sorri com bastante intensidade. Foi um ano com duras perdas e de muito aprendizado. Foi o ano em que mais fiz amigos e conheci gente interessante. Foi o ano em que a minha vida virou de cabeça para baixo sem que eu acreditasse estar preparada o suficiente. Sem que eu tivesse planejado nada. Foi um ano em que pude realizar alguns sonhos. Um ano em que, eu inevitalmente, cresci.

Então, decidi que não faria nenhuma resolução para 2012. Quero que este seja um ano que flua livremente, sem muitos projetos e com mais serenidade para que eu possa aproveitar as oportunidades. Um ano que dê para eu cuidar de mim, de quem amo e que dê para eu fazer a minha parte em relação ao mundo.

Tenho certeza que 2012 será muito importante. Será ano de eleição, em que teremos que ter muita responsabilidade para escolhermos bem quem irá representar os interesses de nossas cidades. Teremos muitas mudanças e incertezas em relação à economia mundial, que certamente fará com que repensemos se todo esse consumismo ao qual estamos submetidos vale a pena. Teremos as olimpíadas, evento que contribui para o incentivo ao esporte em tantas nações… Será ano bissexto e teremos um dia a mais para fazermos com que as coisas valham a pena.

Feliz 2012, pessoal. Que este seja um ano bem melhor que 2011, independentemente de seus planos para ele.

 

Anúncios

Sobre Cláudia Gavenas

Paulistana, 26. Designer, gateira, feminista e musical. Meio perdida na vida, mas não tem certeza se realmente quer se encontrar...
Esse post foi publicado em Reflexão e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para 2012.

  1. Ás vezes um lugar tranquilo vale mais que qualquer festa. Nos permite verdadeiramente compartilhar experiências, ouvir e assimilar melhor as relações com os presentes e conosco.
    2011 foi um ano muito bom pra mim e, assim como você, eu também não programei nada. Acho a sua ideia muito boa, permitir que a vida flua, assim não impedimos que coisas importantes nos aconteçam principalmente por estarmos focados no que julgamos importante e acaba não se realizando.
    Um dos grandes acontecimentos de 2011 foi conhecer você. Muito obrigado por esse presente. Que 2012 seja o ano da Claudia Gavenas, desejo que vc conquiste todos os seus objetivos nesse ano. Você é uma guerreira e será sempre uma vencedora. Beijos e muitas felicidades.

    obs: estendo o agradecimento a Jéssica, nossa amiga, que foi a via para nosso encontro nesse mundo. E se a encontrá-la diga que ela está me devendo um passeio. Rsrs. Aliás poderiamos marcar para irmos os três….pense nisso. Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s